Revista O Espírita 120

Editorial


* Corrupção: a chaga de sempre

Enganam-se os que supõem ser a corrupção a chaga do momento. A corrupção está presente, de variadas formas, em toda a história da humanidade. Não é triste privilégio de políticos. Ela está entre esportistas, artistas, religiosos, servidores públicos, profissionais liberais etc.
O símbolo máximo de corrupção em todos os tempos está na traição de Jesus por Judas, no célebre episódio das 30 moedas de prata.
Fala-se permanentemente em ação policial e condenação judicial, como se fossem as únicas vias de acesso à solução do problema. Mais um terrível engano!
É evidente que a polícia e a justiça são mecanismos da harmonia social que precisam ser preservados e acionados, quando necessário. Embora a eficiência dessas instituições seja imprescindível à segurança e à paz das criaturas, elas não passam de instrumentos de repressão e punição.

Para continuar lendo faça o download clicando no botão abaixo:

download150

Deixe um comentário